Publicado em

Fondants de chocolate e beterraba

[highlight]INGREDIENTES[/highlight]

 

  • 1 beterraba média
  • 160g de chocolate culinário (pode usar mais ou menos, como tenho um “ratinho” cá em casa a barra estava incompleta, por isso usei o que havia)
  • 1 colher de sopa de manteiga sem sal
  • 2 colheres de sopa de tahini (pasta de semente de sésamo)
  • 2 ovos
  • 2 colheres de sopa de açúcar amarelo
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 3 colheres de sopa de farinha (normal, integral, de arroz integral, quinoa, espelta, o que quiser)
  • 1/4 colher de chá de sal

 

[highlight]RECEITA[/highlight]

Descasque a beterraba e corte em pedaços pequenos. Coloque numa panela pequena e cubra com agua. Leve ao lume e coza por 15 minutos ou até estar tenra.
Enquanto isso, coloque o chocolate partido em pedaços numa tigela à prova de calor. Junte a manteiga e tahini. Coloque por cima da panela com a beterraba a cozer. Deixe derreter em banho maria. Retire do lume e misture. Reserve até necessitar.
Quando a beterraba estiver bem tenra coloque num liquidificador e bata até obter um puré cremoso, pode ter de juntar um pouco da água de cozer. ( a ideia é ficar com um puré espesso sem grumos, por isso se adicionar a agua de cozser tenha cuidado para não ficar liquido).
Pré-aqueça o forno a 200º. Unte 6 a 8 ramekins ou chávenas que possam ir ao forno com manteiga, reserve.
Bata os ovos com o açúcar por 5 minutos, até a mistura aumentar em volume e ficar duma cor clara. Junte a baunilha, e volte a bater por 2 minutos. Adicone a mistura de chocolate derretido e o puré de beterraba. Envolva delicadamente. Polvilhe a farinha e o sal por cima. Incorpore delicadamente.
Divida a massa pelos ramekins preparados. Leve ao forno e asse por 10 minutos ou até as margens começarem a ficar defenidas mas o centro ainda mole.
Retire do forno e sirva quente.
O que podia trocar:
Em vez de usar manteiga, usar só tahini..não o fiz pois tive receio que o sabor ficasse forte demais e quem comesse reparasse que havia algo “estranho”.
Trocar o tahini por manteiga de amêndoa.

Publicado em

Waffles de aveia

Serve 4

[highlight]INGREDIENTES[/highlight]

  • 1 1/2 chávenas de farinha – pode usar integral, normal, arroz, millet…
  • (eu usei metade integral e normal sem fermento)
  • 1/3 chávena de aveia
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 1/3 chávena de açúcar amarelo
  • 1/4 colher de chá de sal
  • 2 ovos, batidos
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 1/3 chávenas de leite (pode usar soja, aveia, amêndoa..)
  • 1 colher de sopa de manteiga sem sal, derretida

 

*Opcional:

puré de uma banana madura ou 1 chávena de framboesas/morangos/amoras esmagadas
xarope de ácer (maple syrup), mel ou agave para servir

[highlight]RECEITA[/highlight]
Pré-aqueça a máquina de waffles, pincelando com um pouco de manteiga.
Numa tigela grande, misture a farinha, a aveia, o fermento, o açúcar, e o sal. Junte os ovos, o leite, baunilha e manteiga derretida. Misture. Junte a fruta esmagada se usar, incorpore. Cozinhe as waffles de acordo com as instruções da máquina.
Sirva quentes, regue com o xarope e fruta extra de desejar.

Publicado em

Chocolate chip cookies com café

[highlight]INGREDIENTES[/highlight]

  • 2 ¼ chávenas de farinha sem fermento
  • 1 colher de sopa de café expresso, eu usei metade de uma cápsula de café
  • ½ colher de chá de bicarbonato de sódio
  • ½ colher de chá de sal fino
  • 200g de manteiga sem sal, a temperatura ambiente
  • ½ chávena de açucar fino
  • ¾ chávena de açúcar amarelo
  • 2 ovos, a temperatura ambiente
  • 2 colheres de chá de extracto de baunilha
  • 100g de pepitas de chocolate ou chocolate culinário partido em bocados pequenos

 

[highlight]RECEITA[/highlight]
Aqueça o forno a 180º. Forre dois tabuleiros de ir ao forno com papel vegetal, reserve.
Bata a manteiga e açúcares numa batedeira por 4 minutos até obter uma mistura bem fofa e cremosa. Junte os ovos e baunilha, misture até incorporar.
Peneire o café, farinha, sódio e sal para uma tigela média, misture com uma batedora de varas. Deite a mistura de café para a tigela com a manteiga. Misture com uma colher até incorporar. Junte as pepitas de chocolate e envolva.
Se tiver uma colher de gelados com mola use para todas as bolachas ficarem com o mesmo tamanho, ou então use uma colher de sopa para cada bolachas. Coloque no tabuleiro preparado afastadas umas das outras para não colar.
Leve ao forno, virando o tabuleiro a meio do tempo de assar, por 14 minutos ou até ficarem com a base dourada e firmes. Retire do forno e arrefeça em grades próprias.

Publicado em

Mousse de chocolate deliciosa e saudável

 

[highlight]INGREDIENTES[/highlight]

Serve 4

  • 3 abacates maduros (usei 3 porque era os que tinha)
  • 5 tamâras sem caroço
  • ¼ chávena de xarope de ácer (maple syrup) ou agave
  • 1 vagem de baunilha, sementes ou 1 colher de chá de pasta de sementes de baunilha
  • 3 colheres de sopa de cacau em pó (ou alfarroba)

 

[highlight]RECEITA[/highlight]

Coloque os abacates num robot e bata até obter um pure cremoso. Adicione as tamaras e volte a bater por uns 2 minutos até ficarem bem triturados.
Junte o xarope e a baunilha, volte a bater até incorporar bem.
Por fim adicione o cacau. Bata bem. Prove e ajuste o sabor..pode adicionar mais cacau para ficar mais intenso ou xarope para adoçar.
Sirva com framboesas e hortelã se desejar.

Dica: Uma boa adição é 1 colher de sopa de oleo de côco.

Publicado em

Raw food

QuandO estava na escola de cozinha tinha uma cadeira sobre “raw foods” – alimentação crudívora. Ensinavam como frutas, legumes, leguminosas e cereais quando ingeridos no seu estado natural (cru), germinado ou desidratado eram benéficos para a saúde.

Uma das coisas que precisamos de saber é que ao aquecer/cozinhar (temp. superior a 33, 40ºC) os alimentos faz com que muitos dos seus nutrientes e enzimas (essencias para ajudar com a digestão, renovação de células entre outras coisas) desapareçam.
É obvio que não estou a dizer que se deve ser crudívoro, a não ser que se sinta bem com esse estilo de alimentação. Mas, sim, estou a tentar informar que ao comermos mais frutas e legumes no seu estado cru podemos extrair um maior benefício em termos de vitaminas, minerais, proteínas, etc…

Depois do meu estágio fui para Maui no Hawaii trabalhar. Lá conheci a Reneé Loux. Tinha tirado o curso na mesma escola que eu e era crudívora. Aliás ela escreveu o primeiro livro sobre “raw foods” em 1997, cópia que guardo religiosamente comigo. Aprendi imenso com ela, especialmente a olhar para cada ingrediente de uma nova forma e a transforma-lo de uma maneira completamente nova, saudável e com um sabor intenso e delicioso! Quando a Renée estava fora eu e a minha grande amiga de curso Tracy faziamos as sobremesas “raw”para o restaurante “The Vegan” em Paia, que infelizmente deixou de existir.

Deixo-vos com um vídeo dela a fazer uma mousse de chocolate… diferente…

Daqui a pouco trago-vos a minha versão…

 

Publicado em

Tofu

Depois da nostalgia de ontem gostava de partilhar com vocês as receitas que fui aprendendo e criando ao longo destes anos.
Tive a ideia de partilhar convosco receitas e dicas que me marcaram nesta “viagem”, e assim associar sabores ao meu percurso… Espero que gostem!

Fazia parte do curso de cozinha fazer um estágio..escolhi um resturante que na altura era muito conceituado de cozinha Vegan -Millenium, um restaurante gourmet Vegetariano em São Francisco. Eu e mais duas grandes amigas da minha sala fomos para São Francisco juntas..a Dawn foi trabalhar para o icónico Greens Restaurant e eu e a Sommer para o Millenium. Aqui aprendi a fazer bolos vegan deliciosos (receitas que vou trazer aqui tmb) e a ver que tofu podia ser feito de maneiras variadíssimas!

Acredito que para muitos cozinhar tofu parece uma arte estranha..ou a sua textura e sabor não os incentiva a experimentar. Mas a coisa boa do Tofu é que é muito versátil! Pode ser assado, grelhado, frito ou comido cru e como não tem sabor absorve a marinada que fizermos.
E devemos comer tofu porquê? Por ser rico em proteinas e baixo em gordura.Sabia que o Tofu:

-Tem poucas calorias.
-Tem tanto cálcio, peso por peso, como o leite.
-Rico em ferro (tanto tanto quanto um bife de fígado ou 4 ovos).
-A proteína é de “qualidade”, tanto quanto 1 bife de vaca, hambúrguer, copo e meio de leite, 2 ovos, e tem MENOS gordura do que todos estes.
-Ao contrário de muita proteína animal, tofu cozinhado é facíl de digerir.
-Tofu tem todos os 8 Aminoácidos
-O consumo de apenas 100g de tofu por mês oferece às mulheres benefícios de prevenção do cancro da mama.

Esta é uma adaptação da receita “básica” que era utilizada no Millenium. Era a primeira coisa que se punha no forno de manhã..

[highlight]INGREDIENTES[/highlight]

  • 1 bloco de tofu (500g)
  • ¼ chávena de molho de soja
  • 2 colheres de sopa de(maple syrup)
  • 1 colher de chá de oregãos
  • 2 ramos de tomilho
  • 2 ramos de alecrim

 

[highlight]RECEITA[/highlight]

Aqueça o forno a 180º.
Passe o tofu por água, apertar bem (sem desfazer) e seque com papel absorvente de cozinha para extrair água extra. Corte em fatias da espessura do dedo mindinho (2cm) e corte cada fatia em triangulos.
Num pyrex ou tabuleiro de ir ao forno misture todos os ingredients da marinada. Coloque os triangulos de tofu por cima da marinada. Deixe ficar por uns minutos para absorver. Vire o tofu, para a parte superior tambem absorver a marinada, e coloque no forno. Deixe assar por 20 minutos, vire o tofu e regue com o molho. Asse por mais 15 minutos ou ate estar dourado. Atençao para não deixar queimar. Retire do forno e sirva logo ou guarde num recepiente tapado no frigorifico até 4 dias.

Este tofu pode ser comido quente como prato principal ou frio em saladas ou sandwiches.
Atenção pois o molho de soja é salgado… não adicione sal.

*outros ingredientes que funcionam bem para marinar tofu, adicionar à receita básica.

  • Miso (1 colher de sopa)
  • Gengibre ralado (2 colheres de chá)
  • Sumo de l/2 limão
  • Vingare Balsâmiso (1 colher de sopa)
  • ½ chávena de cogumelos secos
  • 1 colher de chá de alho em pó
  • ¼ chávena de vinho da Madeira ou Porto
  • Manteiga de amendoim (1 colher de sopa)

 

Dica : Guarde o tofu depois de aberto dentro de um Tupperware coberto por agua engarrafada. Vá trocando a agua de dois em dois dias.